Policial é preso por pedofilia depois de flagrante no Snapchat

Um estudante da Califórnia se passou por uma adolescente de 16 anos usando o filtro de troca de gênero do Snapchat para atrair intencionalmente aliciadores, mas não esperava que pegaria um policial

Um jovem da Bay Area, San Francisco, usou o filtro de troca de gênero do Snapchat para flagrar um policial que, supostamente, estava procurando por uma relação com uma menor de idade no Tinder. Ethan, estudante universitário de 20 anos, tirou uma foto de si mesmo e usou o recurso para se passar por uma adolescente chamada “Esther” como forma de caçar “predadores” de menores, segundo noticiou a NBC Bay Area, na terça-feira (11). Veja também:Senador dos EUA quer impedir YouTube de recomendar vídeos com menoresReino Unido exige ‘passe’ para limitar acesso de menores à pornografiaWhatsApp agora é proibido para menores de 16 anos na Europa

O perfil falso dizia que Esther tinha 16 anos, o que aparentemente chamou a atenção do oficial de San Mateo, uma cidade da Califórnia, Robert Davies, informou a CBS News. Em seguida, eles mudaram a conversa para o Kik Messenger e, posteriormente, Snapchat.

Ver imagem no Twitter
Ver imagem no Twitter

Ian Cull@NBCian

He used Snapchat’s “gender switch” filter to pose as a 16-year-old girl online, and take down a police officer allegedly looking to hook up. He tipped off the PD, and the officer was arrested.
Our exclusive interview with the man, and why he did it, at 11 on @nbcbayarea42,4 mil02:14 – 11 de jun de 201913,3 mil pessoas estão falando sobre issoInformações e privacidade no Twitter Ads

Ethan, cujo sobrenome não foi divulgado, disse que tinha 16 anos, mas isso supostamente não incomodou o oficial. Ao contrário, suas mensagens “ficaram muito mais explícitas” na conversa, que durou mais de 12 horas. O aluno então enviou prints — tirados no Modo Avião, porque o Snapchat alerta quando uma captura de tela é feita — para o Crime Stoppers, que é o Disque Denúncia dos EUA.

De acordo com o Departamento de Polícia de San Jose, Davies foi preso, na semana passada por suspeita de Sex Chat (discutir/sugerir atividade sexual) com um menor nas mídias sociais.

O Departamento de Polícia de San Mateo declarou em comunicado que as ações de Davies “ocorreram enquanto ele estava de folga, em outro município” e que ele foi colocado em licença administrativa paga em meio à investigação.

“Essa suposta conduta, se for verdade, não é um reflexo de tudo o que defendemos como Departamento e é uma afronta aos princípios de nosso departamento e de nossa profissão como um todo”, disse Susan Manheimer, chefe da polícia de San Mateo. “Como policiais de San Mateo, juramos servir e proteger nossas comunidades”.

Ethan alegou à polícia que estava caçando possíveis predadores intencionalmente. Segundo o jovem, ele decidiu fazer por sua amiga, que lhe contou que havia sido molestada quando criança.

Fonte: Olhar Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *