Número de infecções por stalkerware cresceu 60% em 2019, diz Kaspersky

Geralmente usado por esposas e maridos ciumentos, este tipo de malware pode monitorar todos os movimentos e comunicação da vítima, e levar a casos de abuso físico e emocional

Segundo um relatório divulgado pela Kaspersky, o número de infecções de dispositivos móveis por stalkerware cresceu 60% em 2019, em relação ao ano anterior. Neste ano foram detectadas 67.500 infecções, contra 40.386 em 2018.

Stalkerware é uma categoria de malware usada para espionar uma pessoa, rastreando todos os seus movimentos e comunicação. Embora possa ter usos legítimos, esse tipo de app é geralmente oferecido a maridos e esposas ciumentos, que querem monitorar todos os aspectos do dia-a-dia de sua cara-metade.

Uma vez instalado, o stalkerware pode entregar a um agressor toda a movimentação da vítima, conversas privadas, fotos, histórico de navegação, histórico de chamadas, SMS e muito mais. Algumas variantes podem até mesmo acessar o conteúdo de apps de mensagens criptografados, como o Signal.

Além da invasão da privacidade, o uso de stalkerware é comumente seguido de abuso físico e emocional. Houve uma época em que estes apps estavam disponíveis livremente na Play Store, até o Google decidir por sua remoção no final de 2018.

Ainda assim, eles continuam disponíveis nos sites de seus desenvolvedores, e podem ser instalados no telefone de uma vítima via “sideloading”. Felizmente, a maioria dos antivírus para Android pode detectar stalkerware e avisar a vítima sobre o problema.

Fonte: SecureList

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *