Funcionários em home office cuidam menos de segurança, diz estudo

Ao trabalhar em casa (home office), pessoas relaxam em medidas de segurança e podem comprometer dados sensíveis de empresas

A pandemia do coronavírus fez com que muita gente passasse a trabalhar em casa, mas isso pode trazer alguns riscos para as empresas. Um estudo aponta que, em home office, muitos funcionários acabam deixando de lado medidas de segurança, o que pode causar riscos para as corporações.

Uma pesquisa feita por analistas da empresa de cibersegurança Tessian mostra que 52% dos trabalhadores acreditam poder relaxar comportamentos de risco durante o home-office. Isso significa que muita gente estaria mais disposta a compartilhar arquivos confidenciais via e-mail do que por outros métodos mais seguros, por exemplo.

Os motivos para isso são diversos. Ao usar o computador de casa, por exemplo, um funcionário pode não ter as mesmas ferramentas de segurança do que no escritório. Além disso, por estarem em um dispositivo próprio, muitos acabam usando a internet com menos segurança por não acharem que estão sendo vigiados por setores de TI.

Alguns ainda dizem que, com mais pressão para trabalhar em casa, acabam deixando de lado medidas recomendadas para conseguir finalizar a tarefa mais rápido.

Para as empresas, o relaxamento dos funcionários pode causar danos graves, como roubo de informações confidenciais, invasão de servidores e ataques de hackers.

Via: ZDNet

Um comentário em “Funcionários em home office cuidam menos de segurança, diz estudo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *