4 apps que podem ajudar na segurança online de crianças na quarentena

Funcionalidades variam desde o controle do download de aplicativos até o monitoramento das atividades em redes sociais

Em meio à pandemia do novo coronavírus, escolas migraram suas aulas para plataformas digitais. Neste cenário de distanciamento social, crianças podem passar mais tempo em frente às telas de computadores e smartphones. Com isso, a exposição dos pequenos a conteúdos inapropriados e até a atividade de agentes maliciosos também cresce.

Por isso, aplicativos de controle parental, que possibilitam aos responsáveis monitorar o que os menores fazem nas redes, são opções interessantes para garantir a segurança das crianças no universo digital. O site americano CNET separou alguns dos principais programas que se destacam no exterior, e o Olhar Digital selecionou e acrescentou opções compatíveis com o idioma português.

Google Family Link

Reprodução

Family Link permite ao responsável criar uma conta no Google para crianças menores de 13 anos. As contas garantem acesso a maioria de serviços da gigante de tecnologia, incluindo o Gmail e Google Photos.

O responsável consegue aprovar ou bloquear remotamente o download de outros apps no dispositivo da criança. É possível também controlar os períodos de uso do aparelho. Por exemplo, o pai pode definir um horário de bloqueio do smartphone para incentivar o seu filho a fazer atividades ao ar livre.

Gratuito, o aplicativo ainda informa a localização do dispositivo da criança, bem como gera relatórios que mostram o tempo gasto em aplicativos. A opção está disponível para Chromebook, iOS e Android.

OurPact

Reprodução

Mais uma recomendação do CNET, o OurPact realiza funções similares ao Family Link. No entanto, os recursos variam, de acordo com os planos contratados. Na versão gratuita, os pais podem programar apenas um horário de bloqueio do aparelho e impedir até cinco aplicativos de somente um aplicativo escolhido. Já a categoria “plus” (US$ 1,99 mensais – R$ 10,83 em conversão direta), oferece essas mesmas funções com uso ilimitado e suporte de até 10 aparelhos.

O plano premium, por sua vez, permite gerenciar 20 dispositivos e controlar a quantidade de tempo de uso diário. Também é possível configurar o programa para emitir notificações quando o dispositivo “chegar” a um determinado endereço. O recurso garante ainda bloquear mensagens com conteúdos específicos e filtrar sites inapropriados. O serviço sai por US$ 7 mensais, cerca de R$ 34 em conversão direta.

ESET Parental Control

O programa de controle parental da ESET está disponível nas versões gratuitas e premium. O plano básico possibilita que os pais determinem permissões de acesso a aplicativos e também possam supervisionar as atividades das crianças. Outra opção é configurar limites de tempos para jogos e demais programas nos dispositivos. Os menores podem, inclusive, solicitar exceções por meio do sistema de controle parental.

A versão premium envolve monitoramento de atividades online. Ela permite o bloqueio de sites inapropriados de acordo com um endereço específico ou pela categoria do site. Os pais ainda podem enviar mensagens para seus filhos, que requerem a confirmação do recebimento por parte dos menores para que possam seguir utilizando o aparelho. Por fim, o plano conta com o rastreamento da localização do dispositivo.

licença custa R$ 79 por ano. Cada credencial é vinculada a uma conta do cliente no site da ESET e é usada para ativar o aplicativo em todos os dispositivos das crianças e dos pais.

Kaspersky Safekids

Assim como a ESET, a Kaspersky oferece um plano gratuito de programa de controle parental. As funções também são similares. A versão básica apresenta filtros de conteúdo online; gerenciamento do uso de aplicativos por tempo de utilização, restrições de idade ou categoria; e limite de período de uso dos dispositivos. O diferencial, no entanto, é um recurso que bloqueia as solicitações de pesquisa no YouTube consideradas prejudiciais para as crianças.

Por 49,99 ao ano, a licença premium permite definir períodos exatos em que o tempo de tela deve ser limitado no dispositivo e conta com rastreamento da carga de bateria e da localização da crianças. O app ainda oferece o monitoramento das atividades dos menores no Facebook e o histórico de pesquisas no Youtube.

Os recursos estão disponíveis para Android e iOS.

Fonte: Cnet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *